Previna-se e viva

Padrão

Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas.
Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge
Ministério da Saúde
Conselho Nacional de Planeamento Civil de Emergência
———————————–

Reservas alimentares de emergência em sua casa
– A despensa que não se dispensa – A mochila para emergência –

Ao olhar para aquela imagem certamente não sentirá nada de especial.
Eu também não dei grande importância a um pequeno folheto distribuido precisamente pelo Conselho Nacional de Planeamento Civil de Emergência, numa grande superfície de compras onde eu normalmente faço as minhas compras.
Para mim, aquele panfleto era igual a tantos outros que por vezes se encontram encima dos tampos das caixas onde efectuamos o pagamento das nossas compras.
O facto do panfleto ter um texto central em evidência com um aviso inusitado é que me levou a pegar nele e a dar uma vista de olhos mais atenta.

“Previna-se e viva”

Curiosa como sou interroguei-me logo : ” Previno-me do quê? “
A resposta estava mais abaixo.

– Orientações que visam a sobrevivência alimentar das famílias, se confrontadas com uma situação de ruptura no sistema normal de abastecimento. –

Decididamente, fui espicaçada na minha costela curiosa e abri o folheto que se encontrava dobrado em três partes.

Desculpem ter colocado apenas as imagens dos folhetos aqui e não ter transcrito todos os textos neles inclusos mas deu-me a preguiça de teclar tanto :~
Mas caso alguém queira os textos, peça-me e eu com calma transcrevo-os todos ( de noite, é claro! )
Face ao que puderam ver, não ficaram ligeiramente curiosos ?
Porque é que um Hiper mercado ia ter folhetos destes para consulta ?
A menina da caixa disse que as indicações que todas as colegas tinham recebido, eram de dar conselhos de prevenção em caso de catástrofes, aos clientes.
Apenas isto, sem mais desenvolvimento, sem mais teorias nem explicações.
Ora chegada como sou também numa boa teoria de conspiração, a minha mente começou logo a divagar no aquecimento Global, nos terremotos ( do Haiti que aconteceu há pouco tempo ) , no dilúvio da ilha da Madeira , no vulcão Eyjafjallajokull ( cruzes, como é difícil este nome!!! ) , o terrível desastre do Golfo, o Planeta X – Nibiru, a Nova Era – Os iluminatti, a crise financeira mundial, 2012 e em tantos outros acontecimentos que, um pouco por todo o mundo estão a acontecer e interroguei-me se não estará algo mais para acontecer por aí e que vai ser de tal ordem que ninguém quer aventar nada mas, dissimuladamente, sem levantar ondas nem histerias, lança estes pequenos avisos em forma de conselhos para prevenir a população e dar-lhe algumas hipoteses de sobrevivência, caso o pior aconteça mesmo.
Confesso que sinto fumo no ar e já se sabe que onde há fumo….
Por falar nisso, quanto mais de Portugal terá de arder até criarem uma legislação que puna pesadamente quem gosta de brincar com o fogo?
Ontém vi na televisão que tinham apanhado um homem em flagrante a deitar fogo a uma mata no norte do país e que esse mesmo homem já o ano passado fôra responsável por vários incêncios na mesma zona.
Interrogo-me… que é que esse homem fazia em liberdade ?!
Porque é que no mínimo não ficou preso e a cumprir serviços comunitários de por exemplo, limpeza das matas ?!
Porque é que gente como essa, quando é presa não vai trabalhar para a comunidade na prevenção exacta do que lhes dá prazer destruir ?
Trabalho não falta!
Limpar matas, abrir caminhos… fazer algo de útil em vez de estarem nas prisões com comidinha, roupa lavada, televisão para se entreterem e certamente várias outras mordomias que existirão nas actuais prisões, porque reclusos também têm direitos ( para mim só alguns os deveriam ter mas este assunto não é bem a minha praia para discutir ).
Bem…. face a tudo isto, em que ficaram a pensar?
Eu, pelo sim pelo não, já tenho algumas das reservas aconselhadas pelo folheto do Planeamento Civil de Emergência.
Comida na dispensa sempre foi algo que me agradou ter 🙂
A bilha com água de reserva já a tenho há vários anos, claro que renovada periodicamente.
Creio que por ser filha de um militar que já nasci com algumas tendências a ser desconfiada, prevenida e metódica a realizar as minhas tarefas.
O que me surpreendeu não foi o folheto e sim o sentido de oportunidade em que ele foi espalhado para consulta.
O fumo paira por cima de nós.
Previna-se e viva, é um bom conselho.
Agora a escolha é sua.
Até à próxima!
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s