Monthly Archives: Maio 2011

Cegonha visita namorada ferida todos os anos na Croácia

Padrão

Cegonha visita namorada ferida todos os anos na Croácia

As cegonhas que fazem ninho na Croácia todos os anos, fazem um longo caminho de 13 mil quilômetros da África do Sul pelo vale do Nilo

Por Danielle Bohnen (da Redação)

Image0011

Malena e Rodan, uma linda história de amor. Foto: Divulgação/EFE

Uma amada ferida pelos disparos de um malvado.

Um galã apaixonado que cruza meio planeta para visita-la todos os anos, apesar de todas as dificuldades.

A história parece mais um roteiro de filme de romance, mas é a realidade da vida de um casal de cegonhas na Croácia.

A cada primavera, o país se emociona com a chegada do macho Rodan que volta da África ao país balcânico para encontrar sua amada Malena, que não pode voar devido às sequelas de um tiro d qual foi vítima há 18 anos.

O casal de aves oferece este ano, um espetáculo de alegria, já que em seu ninho, há quatro filhotes recém-nascidos, enquanto os demais estão por sair de seus ovos, segundo informou a imprensa local.

Malena foi encontrada ferida, em 1993, em um campo perto de Slavonski Brod, uma cidade de 200 km a leste de Zagreb, com a asa ferida por tiros dados por um caçador italiano.

Stipe Vokic, porteiro de uma escola primária, cuidou da ave, conseguiu cura-la e fez um ninho no telhado da escola para ela.

Faz nove anos que Rodan se apaixonou por Malena, que não pode acompanhar seu amado na viagem até a África, pois apresenta sequelas do ferimento que a impedem de voar para a rota migratória que faz as aves de sua espécie todos os anos.

Durante o inverno, Vokic cuida e alimenta Malena, mas todas as primaveras, quando Rodan regressa, ele mesmo trata de cuidar da companheira. 

Ele leva comida fresca a ela, arruma o ninho e alimento os filhotes.

Image0023

Foto: Divulgação/EFE

É uma relação terna, da qual se pode fazer um filme de amor, comenta Vokic ao jornal Vecernji list.

Em Julho, Rodan ensinará aos seis filhotes a voar e, em meados de agosto, voarão juntos à África.

A cada ano, me parte o coração quando chega a hora de partirem. Rodan chama Malena, para que vá com ele, mas ela não pode.

Até hoje, já criaram 35 filhotes, diz Vikic.

Esta primavera, a imprensa croata publicou a triste notícia de que Rodan não estava de volta e, certamente, alguma coisa ocorreu na África, mas para a alegria de todos, apareceu de repente, apesar de mais cansado do que nunca.

As cegonhas que fazem seus ninhos na Croácia todos os anos, realizam uma longa viagem de 13 mil quilômetros pelo Vale do Nilo até a África do Sul, caminho onde encontram muito perigos e penúrias.

Image0032

Foto: Divulgação/EFE

Anúncios

TV australiana filma trombas d’água de 600m

Padrão

http://www.bbc.co.uk/emp/external/player.swf

 

Tromba d'água

Tromba d’água de 600m que se formou no litoral da Austrália, no estado de Nova Gales do Sul, no oeste do país.

O vídeo foi feito pela emissora australiana TV Channel Seven.

Segundo a emissora de TV, cada tromba d’água atingiu até 600m de altura.

Ao se aproximarem da terra, dissiparam-se.

Enquanto o litoral assistia a este fenômeno da natureza, outras partes do Estado sofreram com fortes chuvas e ventos.

As tempestades provocaram inundações e engarrafamentos em Sydney.

As autoridades alertam para a possibilidade de mais chuvas e alagamentos nesta semana.

Fonte: BBC Brasil

‘Escherichia coli’ já fez 13 mortos na Alemanha

Padrão

Bactéria infesta alimentos no norte da Alemanha

‘Escherichia coli’ foi encontrada em vegetais crus na região de Hamburgo.
Instituto alemão confirma já 13 mortes e 1200 infectados.

As autoridades sanitárias alemãs alertaram na quarta-feira (25) sobre um surto de infecções causado pela bactéria Escherichia coli, que já matou até hoje (31/05) treze pessoas e deixou outras 1200 doentes em Hamburgo, no norte do país.

As duas últimas vítimas foram uma mulher de 87 anos de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, no nordeste da Alemanha, e outra de entre 40 e 50 anos da Renânia do Norte-Vestfália, no oeste do país.

O Instituto de Medicina de Hannover afirmou que o tratamento com o anticorpo Eculizumab ao qual os pacientes infectados com a perigosa variante da bactéria intestinal foram submetidos está a dar resultados.

Está previsto que nesta segunda-feira representantes do Governo central, dos estados federados e autoridades da área de saúde e de proteção ao consumidor se reúnam no Instituto Robert Koch para debater a situação.

Em declarações à emissora RBB-Inforadio, o diretor deste instituto, Reinhard Burger, pediu novamente à população que não consuma verduras antes de cozinhá-las.

Ele afirmou que entende a preocupação dos agricultores alemães, que se viram obrigados a destruir verduras – principalmente tomates, pepinos e alfaces – no valor de 2 milhões de euros, mas ressaltou que “proteger a saúde da população é prioridade”.

As autoridades de saúde de Hamburgo, no norte do país, informaram na quinta-feira que o surto tem sua origem em pepinos procedentes da Espanha.

O surto foi detectado após uma análise, entre outras verduras, de quatro pepinos escolhidos aleatoriamente do mercado central de Hamburgo, dos quais três procediam da Espanha – um deles de cultivo biológico – e um da Holanda, informou na sexta-feira a imprensa local.

Segundo o Instituto Robert Koch, órgão ligado ao ministério e responsável pela prevenção e controle de doenças no país, o subtipo da bactéria é o enterohemorrágico (EHEC, na sigla em inglês).

A Escherichia coli é comum no intestino dos humanos, mas o subtipo EHEC pode trazer anemias e insuficiências renais agudas.

Escherichiaalemanha1
Exemplares da bactéria EHEC, vistos com microscopio eletrônico. (Foto: Manfred Rohde / HZI / Reuters)

Ao contrair a bactéria, os pacientes apresentaram sintomas da síndrome hemolítico-urêmica (HUS, na sigla em inglês).

Essa doença é marcada por fortes diarreias com sangue e lesões graves nos rins.

A síndrome acontece por uma diminuição no número de plaquetas – estruturas responsáveis pela coagulação no corpo – e pela destruição das células vermelhas (hemácias) no sangue.

A preocupação dos especialistas do instituto está no fato da contaminação ter ocorrido em apenas 15 dias.

Comum em crianças, dessa vez a maior parte das infecções ocorreu em mulheres adultas.

Durante o ano de 2010, foram apenas 65 casos de contágio pela bactéria, com duas mortes confirmadas.

Escherichiaalemanha2
Pepinos à venda na região de Hamburgo, no norte
da Alemanha. (Foto: Morris Mac Matzen / Reuters)

O instituto ainda informa que a bactéria é resistente a antibióticos fortes como as cefalosporinas de terceira geração, mas este fato não é clinicamente relevante, já que os casos de síndrome hemolítico-urêmica não devem ser tratados com antibióticos.

As autoridades alemãs recomendam o cozimento de verduras por, no mínimo, 10 minutos.

A bactéria também pode entrar no organismo pelo consumo de carne crua e leite.

* Com informações do Instituto Robert Koch e das agências France Press e Reuters.

Financial Times sugere anexar Portugal ao Brasil

Padrão
«Financial Times» sugere anexar Portugal ao Brasil 
 

Sugestão irónica do jornal de referência diz que o país perderia estatuto mas teria muito a ganhar

O «Financial Times» sugere, na sua coluna «Lex» a anexação de Portugal ao Brasil, como uma província. Uma sugestão irónica para mostrar que os papéis se inverteram e que, nos dias que correm, era Portugal que tinha mais a ganhar com esta junção.

«A União Europeia considera Portugal problemático: sem governo, com alta resistência à austeridade e fraca performance económica crónica (o Produto Interno Bruto estagnou na última década). As negociações são duras», começa por dizer o jornal de referência.

E acrescenta: «Aqui está uma ideia inovadora para lidar com a situação: a anexação pelo Brasil», um país onde, sublinha, se fala português, e onde o PIB tem crescido, em média, 4% ao ano na última década e com taxas ainda superiores nos últimos anos. «Portugal seria uma grande província, mas longe de ser dominante: 5% da população e 10% do PIB».

«Claro, o antigo colonizador ia ressentir-se da perda de status. Mas a anterior colónia tem algo a oferecer, além de spreads mais baixos no crédito e défices corrente e do Estado proporcionalmente muito inferiores. O Brasil é um dos BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), o centro emergente do poder mundial. Para casa, soa melhor do que a velha e cansada União Europeia», conclui.
Fonte : Agência Financeira

~**~
Meu comentário:
Portugal é e será sempre Portugal.
Somos um povo de vitórias e derrotas e esta é mais uma batalha e não o fim da guerra
Sugiro que os ingleses usem a mesma ordem de ideias e quando a crise se agudizar para eles também, que se tornem colónias das suas ex-colónias,  Índia e Hong Kong  que têm mostrado um desempenho económico muito mais evidente que Inglaterra.

Aqua – Parece uma nave espacial, mas é um hovercraft conceito da Volkswagen

Padrão
Volkswagen-aqua
É isso mesmo, pensado para a mobilidade terrestre e aquática, a designer chinesa Yuhan Zhang, de apenas 21 anos, desenhou este carro-conceito.
Percebe-se que o conceito foi inspirado  nas linhas dos atuais modelos top da Vw, como o Jetta, porém com um formato mais próximo de uma nave espacial, segundo o senso comum.
O design do veículo foi pré-selecionado no Car Design Awards China.
Além da beleza, Zhang pensou no meio ambiente colocando um motor turbina a células de hidrogênio, que insufla a “boia” e mantém o veículo a flutuar,  mais 4 turbinas elétricas menores para fazer o hovercraft impulsionar-se para a frente e virar para os lados.
Com esses motores, o veículo tem emissão zero de poluentes.
A designer misturou os conceitos de carro e barco, deixando a porta de entrada igual a uma escotilha de submarino na parte traseira do veículo.
No interior, o veículo foi projetado para dois passageiros.
Com a pintura branca perolada e vidros escurecidos com luzes azuis, o hovercraft conceito lembra o robô super avançado Eva, do filme Wall-E da Pixar, que também podia flutuar em grandes velocidades.
Convém lembrar que o Volkswagen Aqua é um veículo conceito e não está a venda nas concessionárias ou lojas de barcos.
Veja também um filme dele :

PopMate Ballon – Uma novidade no mundo dos balões que promete muita animação a vários níveis

Padrão
Apelidado de pinto inflável, o balão autoinflável PopMate, da marca New Sensations, foi um dos produtos mais comentados da 18ª Erótika Fair, realizada entre os dias 7 e 10 de Abril em São Paulo, Brasil.
A “febre” começou depois que ele passou a ser comentário nos blogs e redes sociais e o seu vídeo teve mais de 80 mil visualizações em três semanas e entrou para a lista dos 100 mais assistidos do Youtube.

“O boom que as redes sociais causaram quadriplicaram os acessos no nosso site de compras, aumentaram as vendas e a procura de revendedores”, comemora Adriana Gomes, sócia da marca.

O PopMate vem em um envelope discreto de 12cm x 12cm, fácil de transportar e pode ser levado para qualquer lugar sem causar constrangimento.

Para acioná-lo, basta bater no envelope, agitar e deixar inflar.