Antártida – No meio de uma neve muito branca e fria

Padrão
ANTÁRTIDA- No meio de uma neve muito branca e fria

 

Antártica, ou Antártida – o nome não importa. O que importa é o fato de que esta é uma das regiões mais misteriosas de toda a Terra, onde coisas realmente muito estranhas acontecem….

 

….. Como, por exemplo, isto que você vê acima, curiosamente chamado de: “Cataratas de Sangue”, ou ainda “As Montanhas que Sangram”. Na verdade não é sangue propriamente dito dito, mas, sim FERRO que aflora à superfíce das grossas camadas de gelo cujas profundidades oscilam entre 2, 5 mil a 4,7 mil metros!….

  

….Oficialmente atribui-se a esse raro fenômeno que ocorre a Leste daquele continente a milenares depósitos de sal dos antigos mares que contêm ferro e hidróxido de ferro. Dizem que esse fenômeno é causado por bactérias! Ali, os cientista detectaram 17 espécies de bactérias diferentes, algumas desconhecidas, “as quais podem viver sem luz com até 7 graus negativos e com uma pressão atmosférica extremamente alta. Esse líquido vermelho e espesso que parece sangue nada mais é que a secreção dessas bactérias, o qual é rico em ferro assim como nosso sangue”. Mas, seria mesmo isso? FERRO? E por que não? Pois, quando se sabe que há muitos milhões de anos a Antártica fora um fértil continente, com suas florestas, rios, mares – e inclusive, segundo as Tradições, HABITADO por uma avançada civilização, o que mais poderíamos pensar? Cidades, edificações, estruturas muito antigas liqüefeitas e subindo à superfície? O mais curioso de tudo é que nesses locais a NASA semrpe espeta a sua bandeira, enviando para lá os seus Cientistas e Técnicos. POR QUE, e desde quando, a NASA, que é um órgão espacial, se interessa por “bactérias”? Tudo é mesmo possível, até porque, em relação a isso existem muito interesses velados….

 

…. E esses interesse ocultos vêm de um longo tempo, uma vez que durante a segunda Guerra Mundial (1939-1945) a Alemanha nazista também enviou para lá expedições científicas e militares, não somente para estabelecerem uma poderosa colônia secreta do Terceiro Reich….

 

…. Como também, e muito principalmente, BUSCAR ANTIGAS TECNOLOGIAS PERDIDAS SOB AS NEVES, de modo a aumentarem o seu poderio bélico!

 

Não é mesmo verdade que “quem procura…. ACHA”? Nada, então, mudou! ESTA é a principal “pesquisa” que ainda hoje as grandes potências mundiais fazem por lá, digladiando-se entre si de modo a serem as primeiras a obterem os seus muito preciosos trófeus!….

 

…. Tecnologias perdidas, advindas de um passado remotíssimo – paradoxalmente muito antigas, porém situadas para muito além do nosso próprio tempo!

 

Antártica, então, continente misterioso e perdido em meio a uma vastidão gelada e ainda não totalmente explorada, onde HOJE as imagens tomadas pelos satélites nos mostram coisas inusitadas, tais como entradas nitidamente artificiais que se dirigem às profundezas dessas neves milenares e misteriosas….

 

… E de onde, ainda hoje e por vezes, saem e circulam no céu algumas coisas ainda mais inusitadas – em outras palavras, UFOs mesmo!

 

Além de certas descobertas arqueológicas que superam mesmo a imaginação mais ousada – talvez resíduos de uma avançada civilização que habitou aquele outrora fértil continente antes de ser coberto pelo gelo, há muitos milhões de anos atrás! Essa vastidão gelada é alvo dos interesses de vários países, os quais lá estabelecem as suas instalações de pesquisas. E essas pesquisas certamente vão muito mais longe do que possamos pensar! A imagem acima mostra-nos uma espécie de Stargate encontrado sob a capa de gelo antártica….

 

…. Como, também, ISTO! Coisas absolutamente “indigestas”, as quais contrariam todos os sacrossantos tratados oficiais, e que, porém, jamais são divulgadas. A Antártica é, de fato, um lugar misterioso, além de ser uma área privilegiada do nosso planeta pelo fato de se situar no extremo do nosso Hemisfério Sul, onde certas coisas ainda mais inusitadas vão muito mais além das secretas “pesquisas” que são levadas a cabo pelos Cientistas e militares de certos países lá instalados, “pesquisas” estas dotadas de interesses muito maiores do que possamos julgar….

 

…. Como, por exemplo, também ISTO! Você duvidaria que tem mesmo um outro corpo celeste desconhecido, já presente no nosso Sistema Solar? Então, vamos ver o que aconteceu precisamente no dia 14 de julho de 2011 na Estação Neumayer, situada lá na Antártica, nessas imagens tomadas pela câmera de segurança e monitoramento daquele complexo…..

 

…. Era a madrugada daquela dia, quando curiosamente a câmera registrou alguma coisa bem conhecida sobre aquelas instalação….

 

…. Será que você reparou no nítido UFO que a espreitava? Bem interessante não? Sem dúvida, pode ter se tratado de uma mera coincidência, já que UFOs na Antártica são coisas, liás, bastante corriqueiras. Porém, o melhor de tudo veio logo a seguir…

 

…. Pois, nesse momento, a Lua já tinha passado sobre a Estação, quando o Sol surgia….

 

… E se elevava no céu. Até aí tudo normal, mas…

 

… Note-se que nesse momento alguma outra coisa surgia na extremidade inferior direita da estação, refletindo a luz solar….

 

… Nessa outra tomada, vemos que, logo a seguir do Sol, alguma essa “alguma outra coisa” surgia na extremidade direita da imagem….

 

… E finalmente, ela se revela! Não era a Lua, não era o Sol – era, então, O QUE???…

 

Agora, desejamos chamar a sua atenção para essa imagem que também foi registrada pela câmera da Estação. Preste atenção nesse detalhe. Não lhe parece familiar?…

 

…. Claro que SIM! Exatamente igual ao que os negadores dizem ser um “reflexo nas lentes” e que está todo mundo fotografando no planeta inteiro. Pode até mesmo ser um reflexo, mas aqui está a prova: – um reflexo indireto que é precisamente CAUSADO PELA INCIDÊNCIA DA LUZ SOLAR SOBRE O TAL ASTRO!!!

 

O pessoal da Neumayer Station, aliás, já deve estar bastante acostumado com a inusitada presença de “dois sóis” no céu. Veja, por exemplo, essa outra imagem da câmera, tomada anteriormente, dois meses antes, em 14 de ABRIL de 2011. O Sol nasce e, logo depois dele, uma outra coisa esférica reflete a sua luz. E por oportuno, veja também o tal “reflexo na lente”, já do lado esquerdo da cena, abaixo da estação. Ou seja, esse “reflexo” é mesmo um reflexo nas lentes das câmeras, porém, repetimos, causado pela incidência da luz solar sobre o tal astro desconhecido! E por falar nisso, essa câmera da Estação Neumayer não é um equipamento amador, nem tampouco uma simples câmera de telefone celular, mas, sim, um equipamento altamente profissional, o qual também se torna afetado pelo fenômeno. Cai, então, por terra as afimações dos negadores, pois ALGUMA COISA CAUSA MESMO ESTE REFLEXO!

 

E a coisa é precisamente ESTA! Voltemos, então, à data de 14 de JULHO de 2011. E aqui está o tal astro desconhecido, numa visão mais aproximada. Decididamente, e por sua vez, isso não era um “mero reflexo na lente”!….

 

E vejam só o que a câmera registrou logo a seguir: – membros da equipe da Estação Neumayer saem do seu interior para observar o fenômeno – apontam para o céu!….

 

…. E, detalhe curioso, USAM ROUPAS ANTI-RADIAÇÃO! Por que? Saberiam, então, que a coisa é emissora de algum tipo de perigo? Faz sentido!….

 

…. Logo depois, tudo se perde no céu, tudo volta ao normal e a Estação é, enfim, banhada pela luz do dia!

 

“Reflexo na lente”, então? COISA NENHUMA! Vejam essa outra foto, tomada nos EUA e que mostra um astro SEMELHANTE, na verdade O MESMO OBJETO, aparentemente junto ao Sol! (IMAGENS: © Donny Gillson)

 

Aliás, não foi à toa que os EUA colocaram também lá na Antártica o SOUTH POLE TELESCOPE, secreta e especificamente destinado a monitorar a aproximação desse tal astro! Pois, sabe-se que a sua rota de aproximação ao nosso planeta é justamente ESTA, ou seja, pelo SUL – e, portanto, claro, melhor detectada a partir do nosso Hemisfério Sul!

 

 

Como negar tal evidência? E esta é a uma imagem desse astro, supostamente tomada por aquele telescópio! (IMAGEM: vustv.com)

 

E nada demais nisto! Esta coisa já foi até mesmo bisbilhotada e fotografada pelo Módulo SOHO, da NASA, como nessa imagem proibida que você vê acima! Como, então, eles dizem que isso não existe?

 

E agora, façamos as comparações com tudo o que você viu anteriormente: – a partir da esquerda, a imagem do astro tomada sobre a Estação Neumayer. Ao centro, a foto tomada nos EUA. E finalmente, à direita, a imagem da própria NASA. Alguma diferença entre elas? NÃO MESMO!

 

Por sinal, e desde algum tempo (isto é, desde o ano de 2007) o Google Sky colocou uma imensa tarja sobre esse objeto que se aproximava, evidentemente com o propósito de escondê-lo….. (IMAGEM: © DSS Consortium / Google)

 

Todavia, não deu certo, uma vez que sob a visão infravermelha a coisa estava lá dentro presente….

 

…. Aqui devidamente ampliada. POR QUE esconderam? Reparem na sua lateral uma espécie de auréola que encobre o astro….

 

Por que esconderam? Simples: – o jogo sujo da grande central de contraverdade tem mesmo poderosos tentáculos. Lembremos que o concorrente de imagens espaciais do Google, o SKY-MAP, há algum tempo quando se digitava na sua busca a palavra-chave NIBIRU, eis o que surgia…. (IMAGEM: sky-map.org)

 

… Exatamente ISTO! E com a mesma espécie de auréola nele, conforme mostrado no Google Sky! Porém….. (IMAGEM: sky-map.org)

 

…. Quando a coisa foi descoberta, a notícia correu e obviamente começaram a bisbilhotar. Logo a seguir, NIBIRU tornou-se uma palavra-chave “maldita” e desapareceu como num passe de mágica da busca no SKY-MAP…. “Pesquisa Nibiru não encontrada”!!! Subtilíssimo! E POR QUE então escondem se oficialmente eles dizem que tal astro não existe? Pois é! Mas, para o azar e o total desespero deles, antes que dessem sumiço a ela, nós conseguimos capturar a imagem da coisa. (IMAGEM: sky-map.org)

 

A coisa que, por conseguinte, é mesmo séria, ao que tudo nos sugere. E uma outra evidência quanto à perturbadora presença de algo que está afetando o nosso Sol – evidentemente que poderia ser o tal astro intruso – são as ejeções de massa coronal, cada vez maiores, além das imensas rupturas que estão surgindo na sua superfície, chamadas de “buracos coronais”. Essa imagem da NASA é verdadeiramente assustadora. Parece que o Sol está se partindo. Parece que ele está expelindo o seu próprio núcleo! E quando isso acontece significaria…. o início da morte de uma estrela – e o nosso Sol é uma estrela!

 

A partir do solo lunar, essa foto da NASA nos mostra o maravilhoso mundo que nos abriga – um oásis abençoado de sons, luzes, cores, vida, perdido em meio à vastidão do incomensurável Universo que nos cerca. E também alvo da cobiça e da ambição não somente de certos grupos de conspiradores internos, como também de inteligências malévolas e não humanas que há muito nos espreitam….

 

…. E a aproximação desse astro misterioso nos trouxe também a presença de naves desconhecidas, ameaçadoras, cujos simples formatos intimidam! Elas já rondam a nossa atmosfera prenunciando algo muiot grave que estaria para acontecer no mundo. Segundo denúncias, seriam naves tripuladas pelos seres que habitam esse astro desconhecido, um mundo errante cujo nome seria NIBIRU, em sua rota elíptica de 3.600 anos novamente cruzando o nosos Sistema Solar – e com ele trazendo o perigo! Répteis inteligentes, altamente tecnológicos, malévolos, conhecidos na antiga Suméria como ANNUNAKI e hoje em Ufologia como REPTILIANOS – seres aliados a uma quinta coluna terrestre traidora que há muito tempo conspira de modo a produzir um grande golpe, com esses seres se apossando do nosso planeta!

 

Todavia, tem também algo diferente acontecendo! Recentemente, Stargates, portais desconhecidos, abriram-se no espaço sideral. E deles saídos, naves nunca dantes vistas se aproximam da nossa Terra….

 

…. Naves imensas – aliás, do memso tipo daquela encontrada pela secretíssima (e sempre negada) Missão Apollo-20 da NASA! Uma nave cilíndrica, abatida em um confronto bélico na superfície da Lua há muitos milhares de anos!….

 

…. E tripulada por seres idênticos à natureza humana, cujos corpos foram encontrados pelos Astronautas daquela Missão no seu interior. Uma guerra muito antiga, que hoje parece estar pronta para ser novamente deflagrada, tal como aconteceu outrora…. Em defesa da TERRA! Os livros tradicionais, religiosos, épicos e Sagrados nos relatam que em tempos muito remotos e esquecidos houvera uma guerra devastadora no céu e também na Terra: – os “Anjos de Deus” contra os “anjos decaídos”, os “Senhores da Luz” contra os “filhos da trevas”, mas estes últimos muito lamentavelmente parece que venceram e hoje dominam o nosso planeta.

 

Muitas alterações e eventos podem, então – a partir de agora e a qualquer momento – ocorrer na face da Terra! E essas alterações são mesmo cíclicas, recorrentes. Já aconteceram antes. E sempre alguma coisa imponderável as promoveu! O que escondem de nós, aquilo que não está nos livros, é justamente o fato de que não fomos os primeiros – da mesma forma que jamais seremos os últimos a habitar esse pequeno mundo que atualmente nos abriga! Sob os gelos eternos – sob a neve muito branca e fria; sob a imensidão dos mares, existem silentes porém expressivos exemplos – vestígios esquecidos que nos fazer meditar e que deveriam ensinar a nos tornarmos mais humildes. Pois, tanto a Ciência quanto a Filosofia concordam que periodicamente alguma coisa acontece de modo a manter o equilíbrio, de modo a renovar o mundo! O grande e iluminado poeta chileno tinha mesmo um dom profético nas suas obras: – “Torre encapelada, discussão de neve. Noite erguida em dedos e raízes. Janela das névoas, pomba endurecida. Planta noturna, estátua dos trovões. Cordilheira essencial, teto marinho. Arquitetura de águias perdidas. Corda do céu, abelha das alturas. Nível sangrento, estrela construída. Borbulha mineral, lua de quartzo. Serpente andina, rosto de amaranto. Cúpula de silêncio, pátria pura. Noiva do mar, árvore de catedrais. Ramo de sal, cerejeira de asas negras. Dentadura nevada, trovão frio. Lua arranhada, pedra ameaçadora. Cabeleira do frio, ação do ar. Vulcão de mãos, catarata escura. Onda de prata, direção do tempo”. Antevisão de uma grande verdade! Sob o Teto Marinho há uma esquecida Arquitetura de Águias Perdidas. A Noiva do Mar é mesmo uma árvore de catedrais. A Lua está arranhada! Há, de fato, no céu, uma Pedra Ameaçadora. E nesse mundo de maldades, hoje o Ramo de Sal ostenta Cerejeiras de Asas Negras – a Catarata, então, se faz realmente escura. Mas, pode ser também que nem tudo esteja perdido: pois, uma Onda de Prata sempre permeia a Direção do Tempo – há, também, uma Corda do Céu – há também Abelhas nas Alturas!

 

 

E agora, um brinde especial para você. CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO para ter acesso ON-LINE, AO VIVO, EM TEMPO REAL, à câmera de segurança e monitoramento da Estação Neumayer, na Antártica. E divirta-se! Esperamos que você também flagre algo bem interessante por lá!

 


http://www.awi.de/NM_WebCam/livemovieT.html 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s